Posts Tagged ‘konad’

Gemma – Zoya + Vestral White – MAC

O gemma sozinho é lindo demais. Ele é um verde militar com muuuitos brilhos azuis e rosas…simplesmente lindo. Fácil de passar e limpar como todo esmalte da zoya, mas eu queria mais…muito mais. Decidi usar a plaquinha da konad – m65 – aquelas rosas bonitinhas e para carimbar usei o vestral white da mac. O vestral white é um branco corretivo e como todos eles, não interessa se nacional ou importado, é um parto para passar. Comprei para usar em francesinhas e como detalhes pois o branco dele é mais branco e mais lindo, se é que isso pode existir.

Finalizei com o seche vite, pois ele, comigo, nunca mancho os desenhos carimbados e deixa um brilho lindão no eslmate.

fotinho bônus: a caixinha baphônica da mac:

Anúncios

Show de Konad!

Desculpem, essa já é a terceira vez que esse esmalte aparece por aqui, não prometo que seja a última, mas posso garantir um intervalo rsrsr.

Como eu disse no último post do Duas deMãos estou carimbando as unhas pelo menos um dia antes de trocar de esmalte para treinar minhas habilidades konadísticas. Gostei do resultado, estou ficando mais acostumada ao manuseio das plaquinhas e afins e os resultados estão mais dygnos.  O próximo passo é carimbar com as placas de francesinha e quem sabe até as de unha inteira…se ficar legal eu mostro aqui.

Beijos 🙂

Minha 1o. Konad!!!

Eu tinha planejado dar um tempo nos meus posts sobre esmalte aqui no blog. Primeiro porque estava sendo o único assunto e, segundo, porque devido à mudança minhas unhas estavam (e ainda estão) em petição de miséria 😦

Acontece que, visitando meus bloguinhos favoritos, vi aqui o que a Jana Paniz do Nós ♥ Esmaltes fez e fiquei dias com aquela vontade.

Como as unhas já clamavam por um “trato”, tomei a decisão e resolvi me arriscar com a Konad (essa é a primeira vez que consigo carimbar de forma decente)

Usando a idéia da Jana, mas com o que eu tinha em mãos, troquei o fundo preto, que ela usou, pelo Congo da PanVel e para carimbar usei o único holo que tenho, este Color Club. Também não tinha a plaquinha que ela usou, então usei a M45, que é para francesinha e repeti o desenho, simples assim. A idéia era deixar o Congo fosco mesmo, mas não gostei do efeito e usei um top coat.

Quanto ao top coat devo dizer que me surpreendi. Tenho alguns que uso com frequência como os roxinhos da Colorama e Avon e o Sally Hansen (este, costuma alterar bastante a cor dos esmaltes). Tenho também alguns que estão guardados, de marcas que eu ainda não experimentei. Foi o caso desse, como pintei a unha à noite, e não tinha a intenção de usar top coat, peguei apenas o que precisava e fui para a sala. Quando resolvi usar o top coat, meu maridão já estava dormindo e, no escuro peguei sem ver e veio o roxinha da Lorrac. Confesso que tive medo de estragar meu carimbo, mas a surpresa foi imensa. O brilho é intenso, a cobertura excelente, secagem rápida e não mudou em nada o tom do esmalte. Amei!

Beijos 🙂