Posts Tagged ‘glitter’

Polegares, polegares, onde estão….

Não entendeu o título? Pois é, “vai procurar no google” pois como diz Rafinha Bastos, aqui também se faz piada de alto nível! kkkkkkkkkkkk….

Bem, eu tenho poucos esmaltes da eliana e por isso achei melhor fazer uma mostra geral de todos, rs.

1- absoluta – gente, que cor é essa? Cor de diva, de mulher poderosa! Adorei. Ele é jelly, ou seja, tem um “quê” transparente e demanda mais de uma camada, mas eu adorei de tudo! Delicioso de passar e muito fácil de passar, não mancha.

2- absolute – esse é da linha fashion chrome da eliana. A cor dele é mutante e engana. No vidro parece roxo, na unha vai do roxo ao azul, dependendo da luz que bate. Tem gliter de montão, por isso fica asperinho, mas incrivelmente não foi difícil de limpar.

3 – basic – um taupe (marrom)  lindo. Achei chique de tudo, bem wannabe particulière, sabe, um jeito de chanel, rs. Fácil de passar e de limpar.

4 – udine – um lilás pastel, muito bonito, mas  é o cão chupando manga para passar, mancha muito. Tive que passar 03 mãos e mesmo assim ainda achei que tava manchando.  Achei ele muito lindo, apesar de tudo.

Anúncios

Na Mira 3D – Impala

Da coleção SPFW só o na mira 3d me apeteceu. Os outros segundo li por aí são “mais do mesmo”, estão pouco pigmentados e muito caros para o que são. Tudo isso me fez fechar o bolsinho e comprar somente esse. E que compra gente! Adorei o esmalte.

Para começar ele forma prisma (forma sim!!!) . As fotos não mostram todo o potencial do menino, mas ele é uma belezura.

Como ele é um glitter fininho em uma base transparente, optei por usar o congo da panvel por baixo, uma camadinha só para fazer o na mira 3d brilhar mais e se sobressair.

Ele seca rápido, é fácil de passar, mas chatinho, como todo glitter, para limpar.  Usei top coat, porque o asperinho dele me pertubou.

(M0niquinha o teu já tá compradinho!!)

Esmalte o quê? – parte 01

Toda hora vemos e ouvimos falar sobre tipos de esmalte. É esmalte cremoso pra cá, esmalte holográfico pra lá, mas nem sempre sabemos exatamente do que a pessoa ou o vidrinho está falando. Bem essa dúvida universal,tem solução. Andei pesquisando na rede e encontrei as definições básicas, que podem nos ajudar a entender melhor este vasto universo. Existem muitos outros tipos, mas escolhi os mais comuns.

cremoso: é o tipo mais comum. Um esmalte com brilho próprio, mas de cor sólida, sem gliter ou qualquer efeito diferente.

transparente: outro tipinho que conhecemos de longe. É aquele que depois de passar na unha fica transparente com um leve toque de cor. Geralmente temos que usar camadas e camadas para dar uma cor na unha.

jelly: é transparente mas como as cores são fortes e com muito brilho, acabam cobrindo bem a unha. É diferente do transparente porque mesmo tendo uma base meio com cara de geléia ou gelatina é bem pigmentado e fica ultra brilhante nas unhas.

cintilante: esse tipo é muito velho, antigamente só existia esse tipo de esmalte para quem queria um brilho diferente. A cor é misturada a um brilho cintilante e perolado.

perolado: esse tipo também é antigo. A cor é misturada a um brilho perolado, bem delicado.

metálico: esse nem precisa de muita explicação: é metálico.

glitter:  é o esmalte que parece ter sido mistura a purpurina. Pode ser transparente ou não, mas quase sempre fica áspero ao toque. A aspereza vai variar conforme a quantidade de glitter.

fosco (ou matte): é o esmalte fosco mesmo, sem brilho. Podemos transformar os brilhosos em foscos com os top coat, tipo o matte plusa da BU.

holográficos: é o esmalte que quando exposto ao sol ou a luz intensa abre um prisma, mostrando as cores separadamente, como se fosse um arco íris. Existem ainda os que tem o glitter holográfico, que forma o prisma em seus glitters e não no esmalte em si.

flocados: este tipo é um dos mais lindos (depois dos holográficos). É uma cobertura transparente com pedacinhos que brilham em duas ou mais cores diferentes. Estes pedacinhos parecem flocos de cor.

duo chrome: esses esmaltes mudam a cor conforme a luz bate na unha. Geralmente mostram duas cores diferentes . (muito lindos)

craquelados: esses esmaltes quando usados sobre outros secam e racham, mostrando a cor de base.

Existem muitos outros tipos de esmaltes e vou falar deles na segunda parte do post. Aguardem!

fontes: esmaltolândia, cortes e penteados, unhas de bispo.

 

Escolha de Ano Novo!!!!

O Carnaval já está batendo à nossa porta, e eu, falando de esmalte de Ano Novo fail

Não vou ficar aqui relatando os acontecimentos de minha vida, mas o atraso se deu por pura falta de tempo, disposição, inspiração e/ou internet com conexão descente e estável.

Mas vamos ao que interessa, meu lindo esmalte.

Bem, como passei o fim de Ano em minha terrinha sulista, aproveitei pra usar e abusar da PanVel (álias fiz visitas quase que diárias, a balconista já tava até ficando íntima). A idéia inicial era usar um vermelho fechado, mas, dentre os que levei comigo nenhum me agradou. Não sei como acabei passando o Urbano da PanVel e para dar um toque mais festivo, algo para combinar com os fogos do Ano Novo, passei uma camada do Chuva de Estrela da Passe Nati. As fotos foram tiradas durante o dia para captar melhor o brilho, a idéia era fotografá-lo à noite também, mas…o champanhe não me deixou lembrar.

Beijos 🙂

Pink Luz + 3D

Achei essa foto perdida no meio de uns documentos. Entre o Natal e o Ano Novo usei o Pink Luz da Mohda com o Fireworks da Linha Ultimate 3D da Top Beauty.

Preciso falar como ficou lindo? Claro que não, mas falo assim mesmo. O pink sozinho já era uma belezura. Ele tem uns glitters fininhos, nada escandalosos, mas que fazem a diferença e o brilho foi estratosfericamente aprimorado pelos efeitos coloridissimos e  apaixonantes do fireworks.  Apesar de ser mega chamativo não vi nenhum feeling periguete, assim, dá para usar tranquilamente.

Fácil de passar, mas meio chatinho de limpar por causa dos glitters da linha 3D, cobre bem, tem brilho e é lindo…tá precisando de mais incentivo para usar?

Fashion Luz – Mohda

Achei a cor linda no vidrinho e bem bonita na unha, mas quando secou perdeu o brilho, necessitando de um top coat para ficar com um acabamento mais fino. Os brilhinhos são discretos, não chamando muita atenção, assim, se for preciso beleza e sutileza, ele é uma escolha muito boa.

Acabamento liso, fácil de passar e limpar.

Vermelho nostalgia

Vermelho era a minha cor. Podia ser qualquer tom, desde que fosse vermelho. Eu até tinha umas combinações muito legais. Usava o Licor da Risquè por cima de quase tudo. E quando não era ele, tinha que ser o Tanga da Impala.

Até que um dia, confesso que não por vontade própria, usei um rosa, o bendito Rosa Chiclete da Colorama. Não caí de amores por ele, mas foi o meu starter. A partir dele minha vontade de usar novas cores começou.`

Por algum motivo, que eu não sei explicar, o que eu menos tenho usado são os vermelhos. Ainda gosto deles, mas eles não me dão mais aquele tcham!

Comprei o Jane da Impala porque ele me lembrou um tom que eu sempre procurei nas épocas passadas. Um tom fechado, com um toque sutil de vinho. Infelizmente a foto não está tão fiel à cor. Ao vivo ele é mais fechado. Pode ser culpa do meu topcoat da Sally Hansen, é a 2º vez que uso ele e percebi que ele deixa a cor do esmalte mais claro, Decepcionei geral com esse topcoat.

Gostei da cor, mas não amei. Usei 2 camadas, ele cobriu bem, mas foi um pouco chatinho de limpar. Achei que a cutícula ficou um pouco manchada.

A noite fui pintar as unhas da filhota, ele colocou todos os esmaltinhos dela enfileirados para escolher a cor. Acabou que, depois de pintar as unhas dela dei um upgrade no meu vermelhinho básico e passei o Ilusion da TopBeauty.

Achei que ficou mais legal, me lembrou o Vinho Luz da Mohda que postei aqui.

Mais uma vez as fotos não foram fiéis. Esse glitter ficou muito legal. Ele é composto por 3 cores e cada uma tem um tamanho diferente.

Infelizmente no dia seguinte as pontas já estavam bem gastas e 2 unhas lascaram. É minha eterna saga com Impala, todo mundo elogia, mas nas minhas unhas eles simplesmente não duram. 😦

Beijos 🙂