Posts Tagged ‘frango’

Receita do Dia – Fricassê de Frango

Essa receita eu conheço desde quando colecionava os rótulos de creme de leite (tenho váááários), mas nunca tinha feito. Na verdade, acho que nunca parei para ler a receita. Pelo nome todo pomposo imaginava algo mais sofisticado, trabalhoso, com mil e uma etapas, mas não é nada disso. E como  com desejo de grávida não se brinca, atendi aos apelos de minha amiga, fiz e amei.

Ingredientes

  • 1 peito de frango cozido em água e temperos à gosto (capricha nos temperos) e desfiado
  • 1 xícara do caldo do cozimento do frango
  • 1 copo de requeijão (ou o equivalente em catupiry)
  • 1 lata de milho
  • 1 lata de creme de leite
  • queijo prato ou mussarela
  • batata palha

No liquidificador coloque o milho, o creme de leite, o requeijão e o caldo do cozimento, bata bem. Leve esse creme ao fogo junto com o frango desfiado até borbulhar. Coloque em um refratário e cubra com uma camada de fatias de queijo. Leve ao forno até o queijo derreter. Coloque a batata palha e sirva.

Difícil né? O melhor é que quem não conhece acha que você teve o maior trabalhão 😛

Beijos 🙂

Anúncios

Receita do Dia – Frango desfiado com cerveja.

Aprendi esse prato com minha prima Sil, durante as férias. Acreditem é muuuuuuito bom!

Quem acompanha minhas receitas sabe que é meio complicado pra mim dar medidas, já que aprendi a fazer tudo no olhômetro, mas, vou colocar aqui as quantidades que eu usei, que podem tranquilamente ser mudadas.

  • 3 pedaços grandes de coxa + sobrecoxa de frango
  • 3 latas de cerveja (ou o necessário para cobrir o frango)
  • 1 caixa de molho de tomate
  • 1 envelope de creme de cebola
  • sal e demais temperos à gosto
  • queijo catupiry à gosto (ou outro queijo de sua preferência)

Cozinhe o frango na cerveja, não use nenhum tempero, nem mesmo sal. Quando o frango estiver cozido, reserve o caldo e desfie o frango. No caldo acrescente o molho de tomate e o pacote de creme de cebola dissolvido em um pouco de água, coloque o frango desfiado e se quiser temperos à sua escolha (eu usei orégano e pimenta do reino, também achei necessário corrigir o sal).  Em um refratário coloque metade do frango, cubra com o queijo de sua preferência, coloque o restante e cubra novamente com queijo. Leve ao forno apenas para gratinar o queijo. Sirva com batata palha, arroz branco e uma saladinha. É tudibom.

 

Frango Empanado com Creme de Espinafre

Tem algo mais gostoso do que a comida caseira doa dia a dia?

Sabe aquela coisa tradicional do arroz com feijão, bife a batata frita? Amooooo. Ou então frango com creme de milho? Parece que uma coisa puxa a outra, como se fosse impossível servir arroz sem feijão, bife sem batata frita ou frango sem creme de milho.

Mas nem por isso deixo de fazer meu dia a dia mais requintado. Afinal eu sô chyque bein!  Quebrei as barreiras das combinações e inovei!

Vamô lá que te ensino a sê chyque também

Frango Empanado

  • – Filé de peito de frango (quantidade necessária para sua family)
  • 1 envelope de creme de cebola
  • – Maionese, o quanto achar necessário 
  • – Vinagre
  • – Demais temperos ao gosto do freguês
  • – Farofa pronta (de preferência de mandioca)

Tempere os filés com o creme de cebola. Não é necessário usar o envelope inteiro, só o que achar suficiente. Acrescente 1 espirradinha de vinagre e os demais temperos que desejar (exceto Sal, pois o creme de cebola já tem). Ponha maionese até que todos os filés fiquem bem melecados. Deixe descansar um pouco para absorver os temperos. Passe na farofa pronta e frite em óleo bem quente. 

Creme de Espinafre.

  • 1/2 maço de espinafre
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de farinha
  • sal
  • 1 envelope de caldo de legumes em pó
  • 1 colher de sopa (de mãe) de requeijão

Cozinhe as folhas de espinafre em uma panela tampada até que estejam todas murchas. Não é necessário colocar temperos ou água. Eu apenas lavei as folhas e coloquei direto na panela. A umidade das folhas soltou água suficiente para o cozimento. Após o cozimento pique o espinafre bem pequenininho.

Numa panela coloque a manteiga para derreter e acrescente as 2 colheres de sopa de farinha. É bom ir colocando leite aos poucos, para desmanchar bem a farinha. Podem ficar uma bolinhas teimosas se a farinha não desmanchar direito. Acrescente o restante do leite (se quiser um creme mais mole aumente a quantidade do leite)o sal e o caldo de legumes e deixe cozinhar bem o creme. Quando estiver formando bolhas acrescente o requeijão e por fim o espinafre picado.

 Ficô uma dilíça!! Bom pelo menos esse foi o jeito que encontrei de fugir do frango com creme de milho. Acho que valeu a pena variar né?

Não esqueçam, quem fizer tem que me contar.

Beijos;)

Não é pizza, mas é Frango com Catupiry.

Chegou mais um dia de clube da luluzinha  reunião entre amigas aqui em casa. Só que eu tava completamente sem inspiração, queria fazer algo diferente mas não sabia o quê, também estava morrendo de preguiça de ir ao mercado e as opções aqui em casa eram limitadas.

Fazer o que né, me virei com o que tinha. Primeiro decidi qual seria “mistura”. Gente, não é por nada não, sou gaúcha e só aprendi essa expressão quando me mudei para São Paulo. E ó, demorou pra eu entender o que era essa tal mistura. E sinceramente não me acostumo com isso, acho h-o-r-r-í-v-e-l.  Pronto falei!

Decidi então qual seria o prato principal: frango, para ser mais exata, coxa e sobrecoxa. Agora, fazer o que com elas? A hora estava passando, eu não conseguia me decidir, as crianças com fome, amigas chegando. Olhei na geladeira e encontrei ele, o Catupiry. Pensei: – huuuummm, acho que dá pra fazer algo legalzinho.

ATENÇÃO, não vou dar medidas, você pode usar os ingredientes de acordo com o número de esfomeados pessoas.

Comecei. Separei coxa e sobrecoxa, temperei com tudo que tinha direito, EXCETO, pelo bendito tempero baiano, afinal a experiência anterior me mostrou um “outro lado” da pimenta.

Piquei cebola, pimentão e tomates. Usei uma panela elétrica, mas você pode fazer no fogão mesmo. Aqueci azeite e refoguei a cebola, quando ela estava macia e transparente acrescentei o pimentão, deixei um pouco e pus o tomate. O tomate liberou bastante água e deixou no ponto para por o frango. Arrumei cada pedaço com a pele virada para baixo, acrescentei caldo de frango (usei aquele novo que é uma geléinha) e água até quase cobrir o frango. Deixei que cozinhasse em fogo baixo com a panela semi tampada. Quando achei que estava bom, virei o frango, achei necessário e acrescentei mais água, deixei cozinhar mais um pouco.

Durante esse processo fiz os acompanhamentos. Arroz branco, couve-flor e chuchu cozidos em água e sal e abri um pacote de batata palha. Ufa!

O frango já estava no ponto, bem cozido lá no ossinho. Nesse momento, com toda delicadeza e graça que Deus me deu, pus todo catupiry que tinha disponível e deixei que ele incorporasse ao molho.

O plantão do Jornal Efeito Caseiro informa:

E, após mais um jantar, minhas amigas passam bem e dispostas a continuar esta jornada culinária!