Posts Tagged ‘risqué’

Tubinho – Risque

Depois de todo mundo falar e falar sobre o tubinho, decidi usá-lo. Bem, a cor é linda, mas o efeito fosco nunca foi muito a minha praia e no cinza achei que matou o esmalte. Resolvi o assunto, passando top coat. Adorei o resultado. Chique, fino, digno, lindo!

Ah, a gente sempre ouviu falar que esmalte fosco tem que ser usado sem base né? Pois bem, usei a nail envy e ele ficou perfeito, melhor que sem base. Adorei!!

Cuidando das cutículas

Eu sei que ter a obrigação de cuidar diariamente das cutículas não é fácil. A gente trabalha, seja em casa ou na rua, ou mesmo nos dois e a falta de tempo, o cansaço e mesmo a frustração de não ver resultados imediatos, podem encher o saco, mas se quisermos unhas belas e faceiras, temos que adotar cuidados diários, rotina mesmo.

Tem gente que prega que cuidado com a cutícula é creminho apenas, eu acho que vai mais além. Cabelo, pele e unhas precisam de hidratação não apenas pelo lado de fora: água e uma dieta com vitaminas, minerais e fibras é essencial, então mesmo sem gostar vamos mandar pra dentro leguminhos e verdurinhas, gente!

Sem fazer apologia ao costume de não tirar cutículas, pois isso vai do gosto de cada uma, parei de tirar as minhas com tanta frequencia. Nos pés tenho sido radical, sem alicate a mais de um mês, só tirando pelinhas levantadas e uma ou outra pontinha chata. Nas mão sou mais permissiva, elas ainda sofrem com meus ataques insandecidos, mas tenho tentado controlar.

Passei a adotar uma rotina diária que divido em três partes: pela manhã, depois do banho, passo um hidratante (tenho usado um Dove) e meleco bem as cutículas e com elas ainda molinhas do banho, passo um palito de aço que tem a pontinha rosqueada (gosto desse porque ele tira pelinhas soltas). De tarde uso a cerinha da granado e um hidratante, tantas vezes quanto me lembre. E a noite uso o bepantol líquido ( o creme meleca demais a cama) e assim que seca eu passo o óleo para cutículas e unhas da Risqué (Nigth Repair), já falei dele aqui.

Uma vez a cada 15 dias, faço uma esfolição caseira, misturando óleo de amêndoas com açúcar e esfregando (gentilmente) nas cutículas e na pele da mão e dos pés.

Na hora da manicure, uso um amolecedor de cutículas (como estou usando vários, mostro logo todos), bepantol e hidrato. Depois lavo bem para tirar qualquer oleosidade e pinto.

Passei a usar a escovinha de unhas também nas cutículas, todo dia, no banho e adotei luvas de vinil para cozinha e limpeza, pois protegem da secura causado pelo detergente e similares e também fazem o esmalte durar mais.

Minhas cutículas ainda não estão assim uma Brastemp, mas estão comportadas e bem hidratadinhas. Com mais tempo elas vão ficar belas, lindas e loiras, rs.

 

Isabeli – Risquè

Nas últimas comprinhas, achei a coleção Sweet Rock n´Roll by Isabeli Fontana para a Risquè. Das cores que vi, a única que me deu coceira para comprar foi a Isabeli. Um beringela metálico bem escuro, quase preto, com um brilho diferente. Mesmo no escuro dá para  perceber o tom roxão que foi agregado a base preta transparente. Chique de um tudo, com cara de inverno, poderoso e deixa a gente com cara de mulher rica, rs. Dizem que o antigo beringela da Risquè é o Isabelei de roupa nova, não sei se é verdade por que não tenho o beringela para comparar, mas o bixim é a coisamaislinda.

Precisa de duas camadas, pois na primeira ele dá medo, é ralinho, mancha e fica uma cor estranha, mas na segunda a mágica acontece….Fácil de limpar,meio estranho para passar, nada que macule sua belezura. O esmalte encheu de bolinhas, mas como anda um “calor dos inferno” aqui no Rio, ainda não sei se a culpa é do esmalte, pois andeu procurando e poucas meninas relataram bolinhas, que foram resolvidas com o “roxinho”.

 

As cutículas agradecem…

Sabe aquele produtinho que voce descobre sem querer? Bem, foi assim que achei o Nigth Repair, da linha Risqué Technology.  Um óleo hidratante para unhas e cutículas.

O cheiro não é dos melhores, mas o efeito é DIVINO. Dá pra usar com ou sem esmalte. Usei duas semanas, todo santa noite, e minhas cutículas estão ótimas: hidratadas, saudáveis, comportadas sem pelinhas assanhadas….

Eu recomendo!

PS: desculpem a qualidade da foto…vou resolver esse probleminha, logo, logo.

Entre nessa Armadilha

Desse eu gostei mais!!! Calma…vou explicar. Antes de usar o Armadilha Rosa a Drika estava com o Boneca da Colorama nas unhas (post logo abaixo). E, como eu disse, nas unhas dela eu até que gostei…mas vamos à este post.

O Armadilha é um rosa meio desbotado, fechado, mas tem mais “cor” e aparece, não é nude como o Boneca, por isso prefiro ele. Esse negócio de não aparecer simplesmente não combina comigo 😀

Cobre bem com 2 camadas, mas uma terceira deixaria ele mais “encorpado”.

Na minha primeira experiência com um Penélope (Penélope Charmosa) fiquei decepcionada, além do pincel ter vindo todo despenteado achei o esmalte aguado e deu mil bolinhas. O mesmo não aconteceu com esse.

Facinho de limpar, facinho de tirar.

Espero que gostem.

Beijos 🙂

 

Penélope em: apuro violeta.

Não tenho todos da coleção Penélope Charmosa da Risqué, mas dos que tenho esse é o segundo que uso (os outros usei na minha filha).

Gostei dessa cor, mas ainda prefiro o Pink Vigarista com uma camada do Véu.

Voltando ao Apuro Violeta, usei 2 demãos, mas devia ter usado 3 ou quem sabe mais. O branquinho da unha ficou aparecendo e só de fazer o jantar as pontas já ficaram gastas.

A cintilância neon dele é um capítulo à parte. Na medida certa, pelo menos pra mim que não gosto de cintilantes marcados. Aqui o esmalte brilha sem esconder a cor, se é que vocês me entendem.

Apesar de ter gostado da cor e até ter sido bem elogiada enjoei fácil, estou com ele há 24 horas e não vejo a hora de tirá-lo. Não sei o que aconteceu eu gosto tanto de tons violetas/roxos/lilás e afins.

Mas para o próximo já me decidi, vou voltar às origens, vou usar um vermelho…só não sei qual ainda rsrsrsrsrs.