Posts Tagged ‘vidros’

Reciclando Vidros – parte V

Passei só pra deixar a fotos de mais dois joguinhos de vidro e pano de prato pra vocês se inspirarem.

Beijos 🙂

Anúncios

Reciclando Vidros – parte IV

Na verdade, quanto aos vidros  não há muito o que falar, afinal eles têm sido assunto constante aqui no blog. A novidade se dá pelos panos de prato. Fiz os panos primeiro, depois decorei os vidros usando os mesmos tecidos. A idéia é enrolar os panos e colocá-los dentro do vidro, formando um jogo para dar de presente.

Beijos 🙂

Artesanato: Reciclando Vidros II, com PAP

Ooooooooooi! Sentiram minha falta 😀

Sim, eu sei, eu meiqui abandonei vocês né? Mas tô de volta, e com novidades.

O PAP de hoje é para atender aos pedidos dos vários e-mails que recebi depois que meus vidrinhos apareceram lá no Mural do Vila do Artesão. Então ai vai:

Após lavar, retirar rótulos e secar vidros e tampas, inicie sua reciclagem tirando as medidas do vidro. No caso do meu vidro as medidas foram de 27 cm de circunferência e 7 cm de altura. Essa medida da altura foi definida por mim, você pode escolher quanto quiser, tudo depende de quanto do vidro deseja deixar à mostra

O próximo passo é definir os tecidos que serão usados e cortá-los. Deixe 1 cm a mais quando for cortar a medida da circunferência, na altura não precisa, pode cortar com a medida exata.

Se você for usar alguma fita, sianinha, passamanaria, passafita, viés, ou qualquer outro adorno, também já pode cortar.

Nessa etapa, dependendo do que você usar, é necessário o uso da máquina de costura. Caso você não tenha, ou não queira usá-la, basta cortar o tecido com tesoura de picote, para dar um acabamento melhor e evitar que o tecido desfie. Para colocar fitas e demais adornos você pode optar pela Cola Pano.

Eu montei a roupinha do meu vidro usando um tecido de fundo, passa fita com fita de cetim na parte superior e viés para dar acabamento e prender o passa fitas.

Aqui não tem como escapar da costura, seja na máquina ou à mão. Unindo direito com direito do trabalho, costure pelo avesso fechando a roupinha do vidro na medida da circunferência.

Vista seu vidro com a roupinha pela parte de cima (bocal). Vá escorregando o tecido sem forçá-lo, ele deve ficar justinho no vidro. Se estiver muito frouxo basta costurá-lo novamente diminuindo a circunferência.

Deixe a costura de frente pra você, é nela que você começará a etapa mais difícil de todo o processo, escolher entre tantos fuxicos, botões e afins 😛

Usando cola quente você irá colar seus enfeites somente no tecido, sempre escondendo a costura. Se você colar no vidro logo, logo eles descolarão e, se você precisar lavar o vidro irá danificar o trabalho. Colando somente no tecido basta tirar a roupinha do vidro e ela estará segura para ser usada depois.

Deite o vidro e monte a arte antes de colar, defina o local de cada enfeite, os botões e etc, só depois cole cada um, assim não terá arrependimentos. Essa é, na minha opinião, a parte mais prazerosa, por isso, não tenha pressa. Se possível deixe ela por último, como eu faço (apresentei ela agora por uma questão de sequência lógica, mas ainda temos que fazer a tampa do vidro)

Corte o tecido para a tampa. O meu tem a medida de um pires, mas isso é você quem define, tudo depende do quanto de babado deseja em sua tampa. Como o vidro já é bem cheio de enfeites eu prefiro uma tampa mais simples e discreta.

Cole o tecido com Cola Pano e vá fazendo o babado ao redor da tampa. Para reforçar e não correr o risco de descolar eu uso fita de cetim, sianinha ou viés para dar acabamento. Para colocá-los eu uso a cola quente em pequenas gotinhas ao redor da tampa (depois que o tecido já estiver bem colado). Também não uso muitos enfeites na tampa para que seja fácil seu manuseio, afinal o vidro é para ser “usável”, além de enfeitar, é claro.

E finalmente seu vidro ficará assim:

Beijos 😀